Agência Transfusional da Santa Casa sofre com falta de sangue em estoque

Agência Transfusional da Santa Casa sofre com falta de sangue em estoque

Com poucas doações de bolsas de sangue realizadas nos últimos meses, a Agência Transfusional da Santa Casa de Alegrete sofre com um déficit em seu estoque. A necessidade para manutenção mensal de fornecimento do órgão ao hospital é muito grande. Segundo a bioquímica responsável pela agência, Mara Fantinel, há escassez de estoque em quase todos os tipos sanguíneos, mas principalmente no sangue tipo O-, muito utilizado por bebês da UTI Neonatal.

Os bebezinhos praticamente só usam este”, assegura. Segundo ela, a grande dificuldade é que as pessoas que normalmente recebem o sangue não conseguem doadores para repor o estoque, causando dificuldades para o hospital. “Recebemos pacientes de toda a região e às vezes estas pessoas não conseguem outras para repor a doação”.


Mara afirma que do mês de maio para cá, o hospital tem realizado cerca de 180 transfusões de sangue mensalmente, uma demanda alta. “Se deve muito as doenças respiratórias e internações em geral. Mas se usa muito e se devolve pouco. E o sangue tem prazo de validade de 30 dias, então às vezes as pessoas não entendem, acham que o Hemocentro está cheio, mas não é bem assim. O fato é que as campanhas normalmente movimentam muito, mas isso não dura o suficiente. “Imagina agora chegarem pessoas acidentadas e a gente não ter como atender?”, questiona.


“Já tem gente precisando de sangue
, que estamos protelando o quanto dá”, explica Jucelaine Machado, técnica em Enfermagem. Ela enfatiza que alguns dos principais prejudicados poderão ser os pacientes do hospital que chegarem em uma futura emergência. A demanda diária é alta e, em fins de semana, quando há maior número de atendimentos com necessidade de transfusão sanguínea, pode ser maior. Estão em falta ou escassez todos os tipos de sangue. “Não é uma situação isolada. Esperamos que não chegue ao ponto de não atendermos pacientes por falta de sangue, como em casos de acidentados ou patologias que precisam de transfusão.

Fonte/Fotos: Santa Casa de Alegrete

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *